Marketing Digital. Tudo o que você precisa saber

Concorrência versus Volume de Pesquisa – Qual o ponto ideal?
agosto 30, 2018
a historia das redes sociais
A história das redes sociais
janeiro 25, 2019
Show all

Marketing Digital. Tudo o que você precisa saber

marketing digital

O marketing digital é uma variedade de atividades que organizações (ou indivíduos) fazem virtualmente para captar novos negócios, desenvolver relacionamentos e desenvolver a identidade da marca. As essenciais estratégias incluem SEO, inbound marketing e marketing de conteúdo.

 

O conceito de marketing digital pode parecer muito claro, entretanto, ao mesmo tempo é muito subjetivo. Como você entende um tema tão amplo? O comportamento da minha empresa na internet é uma essência do marketing digital? Qual é o melhor método Como obter o máxima destas ações?

 

Os benefícios e o potencial de crescimento do marketing digital são inquestionáveis ​​nos próximos anos. Muitas pessoas já têm conhecimento disso. E você? Você deseja saber tudo sobre o marketing digital agora?

 

Se sua resposta for “sim”, então veja este conteúdo completo, assim saberá as vantagens, estratégias e como sua empresa pode se adaptar a essa estratégia.

Não deixe de ler tambem:

 

O que é Marketing Digital

Philip Cotler é considerado o pai do marketing – segundo ele “o processo social por meio do qual pessoas e grupos de pessoas satisfazem desejos e necessidades com a criação, oferta e livre negociação de produtos e serviços de valor com outros”.

 

Portanto, atualmente é impossível falar sobre marketing sem falar de internet sendo que, mais da metade da população do mundo tem acesso à Internet, ignorando 2,2 bilhões de usuários digitais até 2021.

 

Por este razão marketing digital é considerada uma das importantes estratégias de marketing agora. O termo marketing digital é utilizado para sintetizar todas as atividades de marketing no lugar on-line.

 

Blogs, websites, mecanismos de busca, mídias sociais, e-mail marketing são algumas ferramentas para realizar algumas dificuldades de organizações e clientes.

Você entendeu o conceito do professor Kotler?

O marketing digital pode ser feito por pessoas, organizações universidades, associações, igrejas, etc. Portanto, há também elementos culturais, emocionais geográficos e legais que influenciam as pessoas quando compram ou vendem bens e serviços.

 

E todos têm que fazer o que podem para encontrar a oportunidade certa para esse meio.

 

Siga o conceito de marketing e adicione a camada da Internet. Esse é o “espírito” do marketing digital! As mídias digitais são a forma dominante de comunicação digital atravez Internet.

 

O grande fluxo de comunicação fornecido pela Web suporta uma estratégia ágil, como otimização de mecanismos de pesquisa, marketing de conteúdo, conforme descrito em vários tópicos abaixo.

 

No que se refere ao fortalecimento da rede, ao fortalecimento da marca e ao fortalecimento das vendas, são todos os objetivos que o marketing digital representa como uma importante ferramenta para o alcance da metas.

 

Para chegar lá, a mídia digital deve ser monitorada e testar a melhor eficácia de suas ações.

 

Portanto, com o marketing digital podemos calcular o lucro de cada investimento, definir métricas mais claras e fornecer os melhores meios para para alcançar nossos objetivos.

Isso é o que chamamos de marketing digital.

Um pouco de história

 

Após 90 anos, a Internet prosseguiu a onda de crescimento que muitas das maiores empresas do mundo construíram (e muitas também desapareceram).

 

Nós chamamos a Web 1.0 dessa idade quando o primeiro mecanismo de busca, a primeira venda pela internet, se tornou o primeiro software de comunicação.

 

Naquela época, o Google (na forma mais rudimentar), por exemplo, junto com vários outros mecanismos de busca e o ICQ. Durante esse tempo, o nascimento da internet que conhecíamos, a palavra marketing digital foi usada.

 

Vamos retomar um pouco no tempo para compreender o conceito inicial de marketing.

A ideia central do marketing não é apenas anunciar algo com o objetivo final de vendê-lo. Existe uma cultura geral de marketing e seu impacto nas pessoas.

 

A grande maioria acreditam que é ciência. Algumas pessoas pensam que o conhecimento de como comercializar é derivado de criatividade.

 

A verdade é que o marketing utiliza diversas áreas para analisar mercados-alvo, necessidades e sonhos, criar valor, produtos e serviços além de gerar benefícios para os usuários.

 

AMA – American Marketing Association traz a definição de marketing para ampliar o escopo do conceito.

 

De acordo com a AMA, além do leque de atividades, o marketing não só o consumidor, há também uma variedade de processos e na criação de instituições centradas em oferecer ofertas de valor para todos os produtores e para a sociedade.

 

As origens de marketing como prática comercial são muito difíceis de serem seguidas.

O conceito primitivo de marketing atual pode ser encontrado no registro de Fenicia mil anos antes de Cristo. Produtores de bandejas, fabricantes e distribuidores, foi a primeira rede de comércio mundial.

 

O marketing era perceptível em relação ao mercado, foi a invenção da imprensa móvel publicada por Gutenberg em 1450.

Com a criação de Gutenberg, livros e jornais ganharam popularidade. Sua impressão era muito bem mais barata.

 

Diversos jornais foram distribuídos nas maiores cidades do mundo e a cultura de divulgação de produtos e serviços também foi desenvolvida

 

O proprietário do jornal encontrou uma grande fonte de lucro e o anunciante até aquelas pessoas que não o alcançaram, tudo isso se não fosse pelo jornal.

 

A cidade experimentou um aumento populacional no século XIX e no século XX. Com isso, a indústria e o comércio começaram a desenvolvendo novas maneiras de gerar receita através de vendas e marketing de produtos.

 

A rádio e a televisão deram mais um passo para “promover” várias empresas que floresceram junto com o desenvolvimento de grandes centros.

 

O marketing atual ocorreu no período pós-guerra de 1950. Nasceu No novo mundo após as duas grandes guerras.

 

Após a Segunda Guerra Mundial, o mundo viu-se num grande mercado consumidor onde as indústrias não tinham o mínimo necessário para oferecer. Isso era decorrente dos estragos causados pela guerra onde as cidades, estavam passando por um período de reconstrução.

Como resultado, grandes produtores começaram a competir com pequenos produtores, já que muitas pessoas tentaram ganhar dinheiro com a situação.

 

Não era tão fácil de produzir e distribuir. Os clientes um pouco mais exigentes escolhiam entre várias ofertas do mesmo produto.

 

Isso permitiu que o mercado consumidor compreendesse que diante de diversos produtos podia analisar entre os tipos de qualidade, o que traz os melhores custo beneficio.

 

Naquela época, a televisão e o rádio eram amplamente usados ​​em famílias em todo o mundo. Enquanto conversávamos, eles nos mostraram ferramentas de marketing assim como os telefones celulares.

 

O telemarketing foi incluído na lista de canais de marketing e ofereceu a distribuição de serviços e outras oportunidades comerciais para as empresas.

 

No entanto, com a proliferação de computadores e os avanços tecnológicos na área da telefonia nos anos 80 e 90, surgiram tecnologias digitais e um estilo de marketing mais sofisticado.

 

O limite de como os consumidores podem ser alcançados está se tornando cada vez mais difícil de se limitar. É virtualmente impossível livrar-se dos efeitos do marketing, suas ferramentas e discussões.

 

O marketing evoluiu e comprovou seu poder em universidades e faculdades.

 

O marketing foi entendido como ciência, que atuou com base no comportamento humano.

Desta forma, muitos aspectos de marketing surgiram. As antigas estratégias não funcionam com os consumidores atuais, há coisas que já ficaram desatualizadas

Desde o início, no entanto, é interessante ver como o marketing é versátil e como ele se adapta ao desenvolvimento técnico e social do século XX a cada momento.

 

Marketing 1.0: Esse período do Marketing aconteceu na revolução industrial e não se tinha nenhuma preocupação nas pessoas o foco estava todo nos produtos. O produto não era diferenciado a concorrência em baixa.

 

Marketing 2.0: Nessa segunda fase do marketing os consumidores já tinham mais opções de produtos. Isso tornou mais confortável para o consumidor, pois ele pôde determinar o valor que ele paga pelo produto.

 

No Marketing 3.0, o atual conceito de marketing, abrange não apenas as necessidades, mas todos os aspectos do homem.

 

As pessoas não querem mais simplesmente substituir erros ou simplesmente comprar para cobrir o que estava faltando. Eles estão procurando experiências, conceitos e valores.

O mais recente conceito sobre marketing é o 4.0. Nesse novo estudo temos uma necessidade maior da conexão, diminuindo o tempo de interação. Para o consumidor a facilidade e rapidez de resolver problemas.

 

Kotler também introduz um modo de marketing que integraSinônimosenvolvextotalidadexIncorporaxincorruptívelx coisas físicas e digitais. O nome “Coisas da Internet” procurará promover uma vida desigual na vida dos consumidores.

 

O Marketing 4.0 fortalecerá a ideia de criar valores de marca na frente do mercado por meio de marketing, interação, relacionamento com o cliente e até mesmo processos de compras pessoais.

 

Em qualquer caso, o marketing digital é baseado no marketing tradicional, seu conceito e sua lógica.

Para entender o mecanismo do marketing digital, é necessário entender os fundamentos do marketing tradicional.

O 4Ps do Marketing

Para ser eficiente no mercado, a segmentação é necessária.

 

Segmentação de mercado quer dizer atividades de marketing direcionadas em mercados específicos para aumenta a precisão das metas corporativas.

 

A segmentação é mais eficiente, pois apenas parte de todo o mercado é atendida.

A segmentação de mercado ajuda a criar organizações de consumidores em relação à BRAND e tem que trabalhar de acordo com o posicionamento de mercado.

 

Posicionamento eficiente indica onde o produto ou serviço pode resolver o problema ou onde é melhor que o produto ou serviço que já utiliza.

 

Para que essa empresa divida o mercado e garanta que os bens e serviços possam ser utilizados ​​adequadamente, o plano deve ser apoiado por uma estratégia de marketing.

Idealmente, essas estratégias são baseadas em vários conceitos básicos que são importantes para os consumidores.

 

Para entregar produtos nos locais onde os clientes e concorrentes estão conectados para garantir que a empresa possa interagir com cada tipo de cliente através do canal apropriado, fornecendo o produto ideal para os clientes certos a um preço justo e lucrativo.

Produto

Porque no mundo, algumas pessoas têm o que os outros querem. Nós nunca estamos satisfeitos?

 

Mas, além dos meios ilegais de conseguir o que alguém tem, é devido à compra e venda de produtos em que o mercado funciona.

 

Você pode conhecer todos os conceitos de economia. Os números, gráficos e as implicações dentro do mercado de ações.

 

Um produto pode criar valor; é o que outra pessoa quer adquirir e pretende pagar o valor.

Os produtos estão ligados à ideia de atender às do mercado.

Preço

Quando se trata de preço, muitos traders estão preocupados em determinar o preço certo. Você tem que considerar custos fixos e custos e variáveis ​​para o seu marketing.

 

Por um lado, nos esforçamos para ser justos, oferecendo preços reais para a venda de produtos ou serviços.

 

Por outro lado, os traders estão repensando os métodos de precificação, já que podem oferecer ao mercado a preços muito mais baixos do que a concorrência.

 

É comum dizer que você precisa maximizar os lucros com o que você vende.

Primeiro de tudo, precisamos esclarecer os objetivos que pretendemos quando os comerciantes decidirem sobre os preços.

 

Você pode simplesmente roubar o mercado, aumentar o máximo os lucros atuais, ter relevância de mercado, qualidade e entre outros.

 

O tipo de precificação, portanto, determina a demanda por produtos a serem vendidos.

Nesse caso, usamos um conjunto de métodos qualitativos e quantitativos para determinar o valor esperado das vendas do produto ou categoria de produto.

Outra forma de precificação é estimar o custo.

 

Desta forma, será cobrado um preço que cubra pelo menos o custo total de um determinado nível de produção.

 

A análise da concorrência e do mercado em que é introduzida é também uma forma de manter os preços dentro dos limites reais dos praticados.

 

Lembre-se, o preço depende inteiramente da percepção do valor do produto ou serviço que está sendo vendido ao público.

 

Como a sobrevivência e a geração de renda da empresa dependem apenas desse P, é importante saber como seus produtos são oferecidos, circulados e vendidos.

 

Se sua marca não tiver valor para os clientes, ela não pagará mais pelo produto.

Praça

O “P” de “Praça” causa alguma confusão para algumas pessoas.

 

Isso ocorre porque a idéia da palavra “praça” no marketing não é tão clara. Este conceito é mais significativo em inglês.

 

A aplicação será algo como o lançamento. Refere-se a como o consumidor entra em contato com o produto. Aqui algo é promovido e vendido.

 

Para entender o “P de praça”, você pode fazer várias perguntas sobre produtos ou serviços como:

 

Como os concorrentes podem encontrá-lo?

Onde seu cliente entra em contato com seu produto?

Quais canais de distribuição existem?

Quais são os meios digitais de relacionamento com o cliente?

 

A estratégia e o planejamento de praça vai depender diretamente da compreensão do público para o qual o produto é destinado.

 

Isso porque precisamos saber qual canal o consumidor usa para comprar o produto e onde ele é melhor ofertado.

 

No marketing digital, as praças e as idéias de ação são apresentadas no mesmo lugar. Hoje, você pode promover e vender seu produto sem sair do Facebook (por exemplo).

O importante também é anotar os vários meios de divulgação pela internet e canais disponíveis para distribuição de produtos.

 

A noção de praças também é relevante para a distribuição de produtos, a fim de torná-los disponíveis aos consumidores.

 

Você precisa de uma rede de distribuição eficiente que inclua clientes, fornecedores e revendedores. Isso também é chamado de cadeia logística.

Promoção

ATENÇÂO! 50% de desconto! Pague 3, 2!

Vamos lá, admita: Esta é a primeira palavra que vem à mente quando falamos sobre a promoção.

 

No entanto, a promoção definitivamente dentro do mix de marketing e não está relacionada a fornecer esse desconto memorável.

 

Como eu disse, os 4Ps do marketing precisam trabalhar em união. Uma estratégia de marketing eficaz não é apoiada apenas por uma parte à custa da outra.

 

Afinal, se a sua oferta ou produto não é conhecida pelas pessoas, por um preço acessível, pode ser usado em uma variedade de pontos de venda, para que fazer uma oferta?

 

Exibindo métodos de utilizados no ponto de venda que agem diretamente no sucesso das vendas.

 

No entanto, não devemos nos basear apenas em métodos que são apresentados no lugar onde o produto é vendido. Afinal, esta não é a única preocupação da estratégia de promoção.

 

Existe um esforços de comunicação no mercado consumidor para informar as características do produto e é aqui onde você cria a necessidade de aquisições.

 

Falar de marketing digital é ainda mais complicado. Sem publicidade, tornando o negócio on-line é praticamente impossível de sobreviver.

 

Google Adwords, anúncios no Facebook, publicidade no LinkedIn, a famosa mídia digital é algo essencial para os profissionais de marketing digital.

 

A idéia de criar um valor de marca, a comunicação com o cliente, respostas às expectativas dos clientes, não apenas as pessoas que compram o produto, mas também as pessoas que são o seu público-alvo.

 

No entanto, deve se ter em mente que a promoção não apenas fornece informações sobre o produto, ela está ligada também com o relacionamento com o cliente.

 

Eles confiam em pessoas que cultivam certos relacionamentos e se relacionam.

Claro, o marketing vai além dos 4Ps.

 

No entanto, como funciona e como pode ajudar o seu negócio é possível ter um pensamento muito claro e objetivo.

Conceitos Principais

O marketing digital é um universo com seus próprios termos. Vamos ver logo abaixo os termo utilizados nesse universo digital.

Persona

Ao contrário das estratégias tradicionais, o marketing digital é trabalha com uma persona, baseado em um comprador ideal. Portanto, você pode criar ações mais direcionadas para as pessoas certas, economizando tempo e dinheiro.

Lead

O lead é uma oportunidade de negócio. Por meio de estratégias de inbound marketing, esses são contatos que deixam informações importantes para que possamos identificar futuros compradores.

funil de vendas

Um funil de vendas, também conhecido como Jornada do Cliente, é um passo que as pessoas passam durante o processo de compra, desde a compreensão do problema até o momento da compra

Landing Page

Eles são páginas de captura de leads, focados em conversões. É concebível que esses sites forneçam conteúdo e materiais valiosos, e os visitantes mais interessados ​​são os que deixam informações de contato.

SEO

Otimização de mecanismos de pesquisa são ações destinadas a aumentar a probabilidade de que páginas e conteúdo classificados atendam aos principais requisitos exigidos na plataforma de pesquisa.

CTA

Chamada para ação são frases ou botões que pedem que o usuário faça uma ação quando visita o seu site.

Marketing Digital como fazer

Assim como no marketing offline, quando vamos atuar em um ambiente digital devemos planejar como atuar e quais estratégias vamos utilizar. Logo abaixo eu falo mais sobre elas.

 

Marketing de Conteúdo;

Email Marketing;

Redes Sociais;

Otimização de Conversão – CRO;

Marketing de Busca – SEM.

Marketing de Conteúdo

O marketing de conteúdo é uma estratégia que utiliza conteúdo para transmitir informações, fornecer informações ou entreter futuros clientes. A ideia não é apenas respeitar a marca no futuro, mas também informar com conteúdo de qualidade possíveis dúvidas das pessoas onde, elas futuramente podem ser um cliente da empresa.

 

Você deve falar sobre os problemas que estão relacionados ao seu mercado, sobre possíveis dores e dúvidas que sua persona tem.

 

Agora quer saber qual a real importância que o marketing de conteúdo tem para o marketing digital?

 

Como eu comentei acima, o processo de compra atual está mudando cada vez mais. As informações sobre produtos e serviços não são mais privilégio de empresas e fornecedores, mas agora estão acessíveis na Internet.

 

Pense nisso: quando você não precisou comprar algo para aprender online? É por isso que é importante para o seu negócio investir em marketing de conteúdo. Permitiremos que os consumidores o encontrem ao procurar soluções no seu mercado de atuação e que sejam oferecidas para seus clientes.

 

As pessoas não apenas buscam informações sobre produtos e serviços, mas também esperam resolver o problema primeiro. Produto / serviço é apenas o último passo deste processo. Portanto, não basta apenas criar conteúdo para empresas e soluções. Antes de saber que seus produtos e serviços são soluções necessárias, você precisa criar valor para o cliente e responder a dúvidas e sofrimentos.

Email Marketing

E-mail marketing é enviar emails publicitários para grupos de pessoas por e-mail.

 

No geral, o conteúdo é usado para vender, criar relacionamento com pessoas e entre outros benefícios. Com o email marketing é possível também prospectar clientes.

 

Em resumo, este termo destina-se a melhorar o relacionamento com os clientes atuais e futuros, assim como promover produtos.

 

E-mail marketing, em comparação com outras formas de marketing digital é considerada como uma das mais rentáveis formas de divulgação, além de definir rapidamente as metas de negócios com os clientes atuais e futuros.

 

Os estilos dos e-mails são um fator importante para determinar como as mensagens estão gerando o resultado esperado. Dependendo do nicho de atuação os tons de mensagem podem fazer muita diferença na hora de se comunicar com o seu público.

 

Além desses elementos, a capacidade de medir as métricas de e-mail depende dos canais que são utilizados. Quando você começa a se comunicar e a analisar é possível entender se a comunicação está sendo usada corretamente.

Redes Sociais

Desde o ano 2000, as redes sociais se espalharam como uma nova forma de socialização online em todo o mundo. Com o tempo, a mídia social se tornou um lugar muito interessante para quem procura novos canais de marketing digital.

 

Atualmente existem vários benefícios para promover empresas dentro das mídias sociais. Primeiro e principal são os usuários que nelas estão presentes. Por exemplo, o Facebook tem apenas 1,6 bilhão de usuários, e a capacidade de encontrar clientes é muito alta.

 

As mídias sociais se tornaram um potencial canal de comunicação entre empresas e consumidores, ou seja, uma ferramenta poderosa para o marketing de relacionamento. Também se tornou um lugar com grandes possibilidades de promoções e pode ser usado para promover marcas, produtos e conteúdos, além de ampliar o propósito e a missão do negócio.

 

Para explicar melhor uma boa estratégia de mídia social, é definir quem é o público que quer seguir sua marca e publicações. A definição da persona é o primeiro passo para se identificar isso.

 

Além disso, é importante identificar as mídias sociais nas quais o seu público está localizada. Depois de definir suas mídias sociais e seu público-alvo, existem várias maneiras de aproveitar as mídias sociais para sua estratégia de marketing digital.

 

As mídias sociais são uma das melhores fontes para se obter tráfego para o site. Se você fornecer conteúdo de alta qualidade com certeza o compartilhamento será mais fácil e eficaz.

 

O ideal é manter uma freqüência de publicações para que você possa medir os resultados posteriormente.

 

Existem várias maneiras de simplificar a conversão de mídias sociais. Por um lado, os leads podem ser convertidos em uma landing page através de um perfil nas redes sociais.

 

Tão importante quanto a publicação é o entendimento e a análise de cronogramas e os métodos que são utilizados.

Otimização de Conversão – CRO

 

Diariamente pessoas entram em lojas e compram alguma coisa. No ambiente virtual acontece do mesmo jeito. Todas as pessoas que acessam a nossa loja virtual, compram um curso ou até mesmo são atraídas por uma divulgação chamamos isso de taxa de conversão. A taxa de conversão é medida da seguinte forma:

Objetivo do Marketing Digital é fazer com que as pessoas encontrem aquilo que elas desejam para assim gerar uma oportunidade de venda.

 

O CRO será um fator decisivo para otimizar a taxa de conversão. Para isso é preciso conhecer bem o seu público e criar ações em cima do comportamento esperado dos visitantes.

 

Para entender melhor as partes que você deseja melhorar, você precisará converter a taxa de conversão para cada ação realizada pelo visitante.

 

Marketing de Busca – SEM.

Em 2000, foi lançado um mecanismo de busca on-line para ajudar os usuários a encontrar o conteúdo que ele estava procurando.

 

Entre os buscadores , não havia dúvidas de que o Google era muito útil para todos.

 

Juntamente com o rápido desenvolvimento do “mundo da busca on-line”, muitas empresas começaram a se preocupar com as visitas que seu site tinha, tempo e o número de vezes que as suas páginas eram visualizadas nos mecanismos de busca. É por isso que o Search Marketing (SEM) nasceu.

 

O Search Marketing (SEM) visa dar qualidade aos usuários que buscam por assuntos em determinados sites e pesquisam coisas relacionadas na Internet.

 

Embora o hábito de encontrar algumas soluções na Internet esteja se tornando cada vez mais popular, o marketing de busca também está crescendo e é muito importante para a estratégia de marketing de milhares de empresas no mundo.

 

Planejamento de Marketing Digital

Agora chegamos em um dos pontos mais importante quando falamos em marketing digital. Tudo o que for feito poderá trazer resultados positivos ou até mesmo negativos se a sua estratégia estiver bem planejada.

 

Definindo objetivos

Quando estamos definindo um plano, é importante saber que existem objetivos primários e os objetivos secundários. O objetivo primário é aquele que responde a dúvida do cliente e o objetivo secundário são todos os caminhos que nos leva ao objetivo primário.

 

Além da complexidade, os prazos também são de grande importância. Bons planos, portanto, incluem metas de curto, médio e longo prazo.

 

Este é o primeiro passo de um plano de marketing onde não podemos avaliar as informações. Se você cometer erros ao definir seus objetivos, toda a estratégia pode ser afetada.

Indicadores

Os objetivos que definimos sempre incluem indicadores. No entanto, no mar cheio de informações, você precisa acompanhar os indicadores corretos. Eles vão mostrar se você está indo no caminho certo ou não.

 

O KPI ou Key Performance Indicator representa o percentual de relevância direta para medição e análise de um negócios.

 

Você tem um site associado à geração de tráfego? Uma visita diária ao seu site ou blog é um indicador eficaz.

 

Observe que os KPIs podem ser indicadores de todos os tipos, desde que sejam mensuráveis e relevantes. Por exemplo, as métricas de marketing são indicadores importantes.

Persona

Quando falo sobre a persona devemos levar em consideração a sua importância dentro da da estratégia de marketing digital. Para a criação de uma persona é preciso investir tempo e ir adequando ela de acordo com a realidade do seu negócio ao passar do tempo.

 

Procure usuários que sejam seus líderes, usuários de mídia social (LinkedIn e Facebook são ideais). Se você já tem uma pessoa já documentada, você pode expandi-la!

 

Qual é o seu problema? Como podemos ajudar as pessoas a resolver esses problemas?

 

Essas são algumas perguntas que vão te ajudar a definir a persona ideal para o seu negócio.

 

Vou acabou de ver o que é marketing digital e as mudanças que aconteceram com a forma como os consumidores compram ao longo do tempo.

 

Como você pode ver, a Internet está longe de ser o único lugar onde os profissionais de marketing podem ter sucesso.

 

É claro que ninguém pode se dar ao luxo de perder a chance da Internet e, em última análise, todos os profissionais de marketing precisam conhecer sobre marketing digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fale comigo